terça-feira, 25 de setembro de 2012

Condução na Civilização


Estive a ver uns vídeos no Youtube e cheguei á conclusão de que quem fala mal da condução em Luanda nunca tentou sair do parque de estacionamento ao lado do Estádio de Alvalade num dia de futebol (e ontem só estavam 25 mil pessoas).

Comparativamente, conduzir nas grandes cidades tunisinas e em Luanda torna-se uma brincadeira para meninos ou não fossem as pessoas deste país as ditas ocidentais civilizadas. 

Só de pensar que para vir do outro lado do Tejo para Lisboa (há poucos anos) tiveram de meter uns cartazes com desenhos para dizer aos condutores que para o trânsito fluir tinham de passar um de cada de vez, onde era o salve-se quem puder que provocava desastres e congestionamentos de trânsito, até morro a rir com a c i v i l i z a ç ã o.




domingo, 23 de setembro de 2012

No Pingo Doce


Sem noção do perigo diz-me um "puto"novo que trabalha na caixa do Pingo Doce:
- Para a próxima vez peça a factura antes.
Aquele tom fez-me acender todos os faróis e respondi:
- Para a próxima fez em vez de recibo dê-me logo a factura.
- Está ali uma placa a dizer que quem quer factura deve pedir antes. - responde ele.
- Está na legislação que eu não tenho de pedir mas que vocês são obrigados a dar mal efectuo um pagamento.
As pessoas na caixa olham-me com aprovação e com a força que me dão no olhar continuo.
- O seu patrão está aflito e com toda a razão com os 5 milhões que paga á SIBS e eu estou aflita e com razão com os outros 5 que ele não paga de impostos porque nas caixas não dão facturas ás pessoas.

As pessoas olharam para mim e formou-se um couro de aprovação, mais um bocado eu fazia a Revolução das Facturas Pingo Doce mas e para não variar, enquanto arrumava a minha mala e as minhas compras as 2 pessoas imediatamente a seguir a mim não pediram factura.

Foi bom imaginar as palmas á minha resposta mas a ausência do som das mesmas chamou-me á realidade e a atenção de que os portugueses estão á espera que seja o vizinho a resolver os seus problemas.



Desde o dia em que escrevi O Povo, o Governo e as Facturas, que mesmo a custo de ter de esperar mais um pouco, tenho pedido as facturas, ou melhor 95% delas porque ou esqueço-me ou tive pena da Sr. porque foi além do esperado no seu atendimento. Nos7 dias que estive de férias a dormir e comer fora em vários locais não ter pedido 2 facturas acho que abona muito a meu favor e no meu esforço de tentar ser diferente. Sinto-me bem de estar a conseguir!


quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Pendente


Desde o meu aniversário (40 anos) tenho vindo a questionar-me porque é que nunca consegui ver as coisas importantes e marcantes da minha vida para lá dos 40 anos!? Tenho "rasgos" do que eventualmente será ou poderá ser aos 60 anos mas entre os 40 e os 60 existe um espaço em branco que nunca foi preenchido.

Para muitas pessoas este facto é normal mas para mim não, visto que, principalmente eu tinha noção das minhas datas importantes entre os 30 e os 40 e até que ponto elas marcariam ou alteraria o rumo dos acontecimento,s mas basicamente não havia nada para alterar - era aquilo que ia acontecer e ponto final parágrafo.

Agora acho que sei o motivo e acho que a resposta definitiva poderá ser-me dada ainda este ano ou no inicio do próximo. A minha vida está pendente, dependente, à espera de aconteça ou não uma coisa que fará com ela tome ou um ou outro caminho - ambos são bons e positivos com bastante paz e serenidade mas completamente diferentes.
Aguardo relativamente ansiosa apesar de só por medo, incerteza e insegurança não puder, querer ou conseguir afirmar qual é o caminho. 

Na minha cabeça eles cantam e dançam de alegria e contentamento e aplaudem porque dizem que vão para casa - irei descobrir o porquê!?


terça-feira, 18 de setembro de 2012

Acabou o Prazo





Hoje é o último dia que tenho para fazer uma coisa que ando a adiar á meses, que não quero fazer, não gosto de fazer e nunca tive vontade de fazer.


O prazo acaba ás 18h é melhor eu dar corda aos dedinhos!!!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

MOP da Vileda


E como qualquer boa dona de casa que se preste, tenha animais e seja "calouna" lá fui comprar o Mop da Vileda. O Mop é basicamente um pano do pó automático que eu esperava que ajudasse a limpar os pêlos da gata.


Esperava mas não aconteceu porque aquela coisa é muito irritante: 
  • logo no 3º dia já fazia um barulho que me entrava pelos ouvidos dentro, 
  • como tenho o cabelo comprido os cabelos prendiam-se nas rodas e aquilo  não parava a rodar sobre si próprio, 
  • fazia dezenas de vezes o mesmo percurso, 
  • tinha de estar constantemente a ser limpo porque a sujidade faz com que pare, 
  • muitas vezes bloqueava a bater entre 2 objectos porque não tinha capacidade sensorial para sair dali
  • perdi imenso tempo a desfiar os móveis e objectos para aquilo se funcional, até nos tapetes bloqueava e deixava de andar.




E lá fui ao Continente devolver a minha mais económica esperança de ficar mais tempo sem fazer nada, depois da Bimby eu pensava que tinha descoberto a pólvora. 

Quando cheguei ao Continente a menina ligou para a Vileda que a informou que tinha de pedir autorização para fazer a troca. A menina do Continente pediu-me para voltar no dia seguinte mas não gostou que eu lhe perguntasse se ela me pagava as deslocações e o tempo perdido, resultado: pedi para o Livro de Reclamações. 

Atrás de todo o Livro de Reclamações vem sempre um gerente ou um responsável de Loja, não podem viver  um sem o outro... e a menina lá ligou ao gerente que lhe deu ordem para me devolver os 39€, quando ela desligou eu perguntei-lhe:
- Desculpe a pergunta mas sabe ler português?
- ........ Sei......
- Então olhe para trás de si e leia o que está escrito em letras bem grandes e gordas no cartaz da Politica de Serviços." ...troca no prazo de 15 dias a contar da compra..." Tinha-nos poupado imenso tempo, chatices e trabalho se cumprisse de imediato as indicações do Continente.

Serviu de experiência.

E assim acabou a minha MOP aventura... com a certeza que mais tarde ou mais cedo existirá lá em casa um Roomba Pet e talvez um Scooba.







terça-feira, 4 de setembro de 2012