segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Ursinho Ted

Não viram? Têm de ver porque é hilariante mas apesar de ter um ursinho não aconselho a que os vossos filhos vejam.



O Cão do Vizinho

Na Sexta-Feira colei, pela segunda vez, isto no prédio quase em frente ao meu mas parece-me que agora fui um bocadinho mais má porque tenho tido sossego. Vamos lá ver se continua!!!

Só falta resolver a questão da máquina de lavar roupa do meu vizinho de baixo.

Na Rádio Popular

Foi a loucura no sábado na Rádio Popular de Sintra. 

Quando lá cheguei ás 9h 45m já havia uma fila quase até ao Média Market e como boa cidadã fui para fila e aprendi alguns truques para este tipo de promoções que nunca tinha experimentado - eles davam o valor do IVA em desconto imediato e eu tinha a máquina de lavar loiça e o aspirador avariados.

Tem de se ir uns dias antes falar com os funcionários sobre o queremos e quando lá chegarmos no dia das promoções agarrar-mo-nos ás coisas como se o mundo fosse acabar e correr que nem um doido para caixa.

Eu não me podia agarrar á máquina de lavar, tive de ir para fila das encomendas e o meu marido lá foi ver a máquina. Na minha ingenuidade de personagem que foge a 7 pés deste tipo de confusões, achei que podia lá chegar e ser atendida pelo funcionário mas ele só está ali para fazer encomendas, felizmente a Sra foi simpática e esclareceu-me umas dúvidas e comprei a minha primeira opção.

Com o desconto que obtive nas duas coisas, o aspirador acabou por ficar a 20€ e acabei por comprar os electrodomésticos de gama média alta.

As filas para as caixas eram assustadoras e já estava a ver que ainda ia lá almoçar mas como não sou de ficar quieta e antes que o meu marido me dissesse para ficar sossegada, lá fui eu dar uma volta a tentar descobrir o que estava mal nas filas mas descobri que as filas estavam certinhas e a serem respeitadas. Ora bolas que já não tinha com que reclamar! 

Dei mais uma voltinha de descobri uma fila com meia dúzia de pessoas, era uma caixa que tinha aberto recentemente e era só para pagamentos com dinheiro. Pagamentos com dinheiro? Isso é mesmo eu, é mesmo comigo e lá me despachei num abrir e fechar de olhos graças a minha mania de pagar a pronto e com dinheiro.

Na caixa ao lado estavam uns senhores da Mercedes com 5 ou 6 televisores, eu acho que eles foram lá comprar as tv's com 23% de desconto da rádio Popular, para depois meterem como despesas na empresa e ganharem mais 23% no IVA, mas isto sou só eu a achar...

Muita gente não sabe e eu não ia preparada para reclamar mas a Rádio Popular estava a cometer uma grande infracção: Não tinha caixas prioritárias e é obrigatório.

Fiquei um bocado chocada e surpreendida com a quantidade de televisores que vi passar, acho que a maioria das pessoas foi atrás desse bem de primeira necessidade chamado plasma e lcd - eu ainda tenho o meu tijolo, gostava de o mudar mas lá está: isso não contribuiu para a minha felicidade.

E foi assim que passei uma manhã assustadora, na primeira vez que decidi aderir ás promoções malucas e confesso que não me senti lá muito bem...acho deprimente esta correria aos trocos, esta doideira que se instalou mas compreendo o que lá me levou e o que leva outras pessoas. 
Sinceramente não sei se repito a experiência por a achar emocionalmente degradante (não estar a passar a fome). É completamente animal sermos rebaixados desta maneira e é como se fossemos mendigos. É humilhante o que quem nos governa faz fazer porque o que quase nada que poupamos tornou-se numa fortuna. 
O que sentimos não é uma alegria imensa porque comprámos mais barato mas sim uma tristeza imensa porque temos de nos comportar degradantemente como animais atrás do osso.



sábado, 24 de novembro de 2012

Dias de Chuva

Gosto de dias de chuva. 

Gosto de a ouvir cair mas tenho saudades de quando a ouvia em casa da minha mãe. Ouvia-a a cair na rua e ouvia-a a cair no telhado. Quando chovia muito parecia que ia furar o telhado mas eu gostava daquele som, habituei-me a ele e cresci com ele.

Agora oiço a chuva ao longe, tenho dias que nem a oiço, só quando saiu de casa é que sei que choveu mas o pouco que oiço dá-me um grande gosto.




quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Não Entendo

Desde esta tarde que ando a matutar numa noticia que vi na Visão com o título sem agua, sem-luz, sem-gas ,estou surpreendida com algumas contas e não entendo outras tantas. 

Sou eu que não entendo e acredito nisso, mas vou explicar o meu pensamento:
- A Sra. Maria de Lurdes Lima recebe uma reforma por invalidez de menos de 300€, com o parceiro desempregado tem uma conta de electricidade de 75€ por mês e cerca de metade do mês não tem gás.
- A Sra. Ilda Lopes vive numa quinta da família com uma reforma de 300€ e tem uma factura da electricidade trifásico de 125€ mensais.

O que eu não entendo é que como estando 2 pessoas a trabalhar cá em casa, a nossa conta conjunta do gás e da luz seja de 40€ e a água 15€ e se ultrapassa fico com os cabelos em pé.

Não lavo a roupa toda em casa? Ok vou aumentar a conta da água para 25€ fazendo de conta que lavo.
Não almoço em casa? Ok vou aumentar a conta da luz e do gás para 50€.

Não entendo como é que eu gasto tão pouco e elas tanto.


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O Sono Chega Cedo

Eu já adormecia cedo mas ultimamente tenho abusado e nem com o zapping, para passar o tempo ou ver alguma coisa interessante nalgum canal, onde não esteja a dar noticias da crise ou de guerra, eu me aguento. 

Quando acaba a telenovela portuguesa da SIC é que reparo que adormeci antes dela começar...



segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A Erva Doce

E procurei, procurei, procurei pela Erva Doce na secção dos chás. 

Estava tão triste porque me tinham dado uma receita que levava Erva Doce e aquilo afinal não era fácil de encontrar, pensei:
.  Quando encontrar vou comprar em quantidade para não ter de andar sempre á procura.

Na secção das frutas oiço um pai para um filho: - Vamos á Margão buscar Erva Doce.

Olhei para trás num espanto e... 
- Com que então é isso!!! Estão aí escondidas...

Só depois de ver e ler o pacote é que me apercebi do que era - distracções!!!


Mas foi um momento...muito pequenino!



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Semana Insólita

Ui esta semana, foi a semana... o que vale é que idade já me dá para não stressar muito e ir levando a coisa com outra paciência ou então ando a tomar juízo. Vamos lá por pontos:

Ponto 1: A minha máquina fotográfica Canon veio outra vez da assistência técnica e com o mesmo problema. Junto veio uma carta a dizer que era o fenómeno de nome vinhetagem. Liguei para a Canon e expliquei que admitia o fenómeno mas não admitia não me terem informado disso na altura da compra, de forma a possibilitar-me outra escolha, visto que agora não consigo tirar o máximo partido da máquina sem que as fotos fiquem com sombras há volta. Foram muito compreensivos, já enviei tudo o que me pediram e estou a aguardar  resposta. Pelo tipo de atendimento não prevejo muitas chatices, pelo contrário, mas posso enganar-me.

Ponto 2: Em Julho comprei uma 125, zero kms, mas os documentos, nem vê-los. quando fui ver se a velhinha que eu tinha tido durante 1 mês já tinha mudado de nome vi que a Yamaha já estava em meu nome e fiquei á espera dos documentos. Como eles não vieram contactei o stand que me disse que estavam lá para eu os ir buscar, mas vi nas finanças, que o prazo para pagar o imposto de circulação tinha acabado e que a multa era 25€, como o stand se recusou a pagar fiz queixa á Yamaha. 
Resolver o assunto é outra questão, mas lá fez de intermediário e depois de eu ter dito que se não me pagassem os 25€ ia para contencioso porque me retiveram indevidamente os documentos e ia relatar o assunto nas redes sociais e em todos os fóruns da especialidade, para alertar as pessoas, lá recebi um email a pedirem para falar comigo. Foi hoje. 
Os documentos já lá estavam no dia 17 de Setembro, sem o nosso conhecimento e o meu marido esteve lá dia 9 de Outubro sem nada lhe ter sido entregue, eles alegavam que não tinham de avisar e que éramos nós que tínhamos de pedir. Saliente-se que andei mais de 1 mês completamente ilegal.

Ponto 3: Uma vizinha de um prédio ao lado comprou um cão que á 2 meses ladra de manhã, tarde, á noite e de madrugada. O cão passa a vida numa varanda de 1m por 1,5 m. Além do ladrar aflitivo faz-me confusão a vida que dão ao animal. Deixei passar um mês e meio porque um cão tem de se habituar ao ambiente e deixei um pedido de atenção nas escadas dos donos. O cão passou a ladrar menos mas continua naquela aflição. Das 2 vezes que liguei para a PSP não ouviram o cão ladrar, portanto não podem fazer nada e agora lá tenho eu de tentar resolver o assunto com a Policia Municipal.

Ponto 4: Como se isto não basta-se, a porcaria da máquina de lavar roupa do meu vizinho continua a fazer um barulho horrível após as 00h. A PSP tentou dar-me a volta e já tive uma ameaça de ordem de prisão porque a PSP de São Marcos odeia trabalhar e mente ás pessoas, só que eu consultei um advogado e fui lá ensinar os Sr. Agentes um bocado de legislação e falei com o subcomissário. Resultado farto-me de chamar a policia mas como quando lá chegam não ouvem o barulho, não podem fazer nada e mesmo que ouvissem só podiam fazer uma repreensão por escrito porque as multas são passadas pela Câmara Municipal que na maior parte das vezes arquiva as queixas (disseram eles). Andamos nisto mas eu não desisto.

Ponto 5: A minha vizinha de cima depois de anos ausente voltou para o prédio e trás uma criança, uma ou várias porque uma coisa é certa: adoram brincar e ouve-se bem.
Ponto 6: A Greve fez com a correspondência não chegasse na data prevista e eu estou ansiosa à espera de uma carta muito importante para a minha saúde - que nervos!


Ponto 7: O micro ondas do trabalho avariou e como estou á espera da carta que ainda não chegou para decidir umas coisas, fiz o mesmo que todos os utilizadores do mesmo e não me mexi para ter um novo. Pode não adiantar por agora, só que a comida quentinha é cara como o caraças, eu estou a ver-me negra, com poucas escolhas para entregas ao domicilio devido á oferta rara e aos preços altos. A minha carteira está farta de chorar e não tarda fico deprimida.



Tendo em conta que hoje ainda é quinta-feira, fico a aguardar o que me espera até Domingo.


quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A Popota é Feia

Não sei quem é que inventou aquela coisa grande, gorda, porca e feia da Popota mas é tão nojenta que fico com pesadelos cada vez que a vejo nos anúncios da tv e cada anúncio é pior que o outro.

Pior é que, quando aquela coisa, aparece é sinal que não falta muito para o Natal e que está na hora de gastar fortunas em prendas para os mais pequenos e de pensar nas prendas dos maiores. Não bastava ser feia como o raio que a parta, entrar em anúncios horríveis e ainda tem de ser uma capitalista e consumista de primeira.

Lembrem-me de quando voltar a ser criança fugir daquela coisa. Vale mais ter o papão como mascote.



segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Árvore de Natal de Jornal


Utilizei:

  • papel de jornal cortado com uma tesoura zigue-zague e de tamanhos diferentes, 
  • um pau de espetada, 
  • cartão, 
  • cola spray
  • purpurinas (tinha sobrado á 2 anos)


Para conseguir crescer mais depressa, por cada 4 folhas de jornal, espetei um bocado de cartão, nas primeiras folhas alternei com uma camada de cola normal para que depois a árvore não abrisse por baixo.
A estrela é feita de cartão, meti cola depois de cortada e deixei cair purpurinas amarelas. Depois da árvore feita vaporizei com spray cola e antes que secasse deixei cair purpurinas vermelhas, voltei a pulverizar e meti purpurinas verdes em maior quantidade.

Gostei do trabalho final mas penso que ficará mais espectacular se for feito ou com papel branco ou colorido, em vez da opção do jornal.