É Carnaval

Este ano o Carnaval deu pano para mangas. O Diogo já em Dezembro tinha escolhido que queria ser palhaço e entre corta/coze um tecido vermelho que por lá andava apareceu o frio mais intenso e ele acabou por vestir  calças de fato de treino e depois apareceu uma fatiota de palhaço.

Já tinha comprado a cabeleira, a gravata e o chapéu mas acabei por ir ao Chinês comprar a seringa e o estetoscópio. O Diogo delirou com estas trocas e baldrocas e lá ia escolhendo como queria pintar a cara e rindo-se da minha.

Acabei por exceder em 8€ o habitual orçamento de 10€/12€ nestas brincadeiras de Carnaval e Halloween mas valeu muito a pena.

Na sexta-feira foi a creche. No Sábado fomos para o Martim Moniz festejar a entrada do Ano Novo Chinês porque eu achei que ele ia gostar dos Dragões mas ele adorou tudinho e foi preciso alguma diplomacia e um certo malabarismo psicológico para o tirar de lá. No Domingo quis ficar em casa e achei perfeitamente normal depois de um Sábado tão intenso.
Na Segunda teve a surpresa da seringa, com o estetoscópio e uns óculos que andavam lá por casa e transformou-se no Dr. Palhaço e depois na terça-feira lá fomos os 2 para um bailinho de Carnaval para que ele pudesse brincar com outros meninos.

Para mim o Carnaval é isto: brincar ainda mais.









Comentários