Dino Parque Lourinhã

Cheguei ao Parque ás 10.30. Já com uma fila de espera superior a 2h e sem ter mexido os pés em 30 minutos, optei por abdicar do desconto de 25% do Pingo Doce e ainda paguei comissão á Blueticket pela venda on line, mas 15 minutos depois já estávamos dentro do Parque porque a caixa que dá apoio ás outras 2 únicas, dá prioridade aos deficientes, grupos e vendas on line.

Ás 12h fomos para o restaurante antes da grande enchente e mesmo assim esperámos 30 m na fila. O menu tem 3 pratos à escolha (um vegetariano, um de carne e outro de peixe) custa 7,5€ e é de boa quantidade e qualidade. As crianças também têm a opção do Menu DinoParque com nuggets de carne em forma de dinossauro (um delírio), com direito a surpresa e copo do Dinoparque, pelo mesmo preço. Quem quiser pode sair para almoçar fora e voltar a entrar ou levar lancheira porque o parque tem bastantes mesas e cadeiras para fazer um belo piquenique.

Os funcionários preocupam-se connosco, conversam, e ajudam-se para diminuir os tempos de espera e é importante que o façam e arranjem mais formas de diminuir esses tempos porque o parque é tão giro e está tão perto de Lisboa, uma cidade que cresce turisticamente a cada dia que passa, que os visitantes vão continuar a aumentar.

Ás 15h ainda havia uma fila de espera com cerca de 1h para entrar no parque. Temos de ter em conta que supostamente o parque fecha as portas ás 16,30 e encerra ás 18h, o que não aconteceu nesse dia porque quando saí ás 17h ainda estavam a entrar pessoas e mesmo assim os funcionários brindaram-me com um sorridente adeus, um abraço, um miminho para o Diogo e um: “Ainda bem que gostaram!” - Beijinhos Raquel.  É para vocês verem o espírito do parque.

O parque é fantástico. Tem vários parques infantis, uns maiores que outros e ao longo de todo o percurso (esses são minis) para as crianças poderem desanuviar da sua grande aventura na Selva Jurássica. Ao longo dos percursos pode encontrar várias mesas para piquenicar junto a algum mini parque ou dinossauro, o que torna tudo mais fácil e divertido.

O parque está sempre limpo, as casas de banho são asseadas e estiveram sempre abastecidas apesar das mais de 5000 pessoas que se encontravam no espaço naquele dia.

No seu interior não se nota a quantidade de pessoas porque é tudo bastante fluído: uns estão a piquenicar, outros a passear, outros nos parques infantis, outros no Museu, outros na loja  e outros nas actividades pagas ou gratuitas.

Sinceramente não sei o que dizer do parque porque adorei. Todos adorámos e o Diogo delirou.

Existem enormes dinossauros espalhados por todo o parque, podemos mexer nuns, meter uma moeda e andar noutros, subir para cima de outros tantos e brincar com quase todos, o que é fantástico e contribui para a fluidez e diversão.

A maior parte dos dinosauros está protegida pela cerca de madeira e apresentam cenas do dia a dia, o delírio é descobrir os que estão escondidos na água, nas árvores, nas rochas, nas plantas, a ser atacados, em cenas familiares, com ninhos. Todas as cenas são de um realismo tão impressionante que conseguimos sentir a emoção do “animal”.

O parque é para ser desfrutado no seu pleno, com calma e deixar espaço para as crianças serem crianças. Não tenham pressa porque o tempo é deles, da sua imaginação e se for preciso volte atrás e deixe-os desfrutar em pleno deste Mini Mundo Jurássico com 10 hetares mas com muitos planos e mais 20 hectares para desenvolver muitas mais coisas muito giras. (por favor não ponham os dinossauros a gritar durante o dia ou vai ser uma bela duma dor de cabeça).

Existem várias actividades simples e gratuitas para as crianças ligadas à paleontologia, como um enorme fóssil de dinossauro junto à maior zona de piquenique mas a principal zona de actividades é no Pavilhão onde, por exemplo, existem 2 piscinas de areia para descobrir ossos e pedras preciosas que as crianças podem trazer para casa e outras actividades pagas. 

O Diogo passou bastante tempo em qualquer uma delas e delirou ser um verdadeiro paleontólogo quando o presenteei com um “tijolo” que tinha no seu interior um esqueleto de dinossauro, informei-o  que ele teria de fazer como um verdadeiro profissional para descobrir qual era o dinossauro dele. A actividade demorou-lhe algum tempo e chamou a atenção de algumas pessoas exactamente pelo carácter meticuloso que ele aplicou à acção ou não fosse ele um verdadeiro paleontólogo.

    Infelizmente, o custo não está acessível a muitas famílias e por isso aqui as escolas podem ter um papel fundamental e sei que têm sido visitados por várias mas se quiserem ir em família os valores envolvidos podem ser bastante reduzidos se: as refeições forem trazidas de casa e usufruírem em pleno das variadas zonas de piquenique; a loja é de cortar a respiração, se não quiser sair de “mãos a abanar” tem, por exemplo, dinossauros a 3,90€; as actividades extra têm um custo de cerca de 4€ e são exactamente isso - actividades extra.
Sendo assim, uma visita ao parque para uma família como a minha  (2 adultos e uma criança de 4 anos) fica a 34,5€ a que se deve acrescentar a gasolina e possíveis portagens. Não será uma coisa para se fazer todos os meses mas poderá, de certeza, ser uma bela prenda de anos, de boas notas, de bom comportamento, de Natal, etc, etc..

Se quiserem reclamar alguma coisa a nível de logística do parque façam o favor de escrever para AQUI porque este é o parque  que deu origem ao nosso Dino Parque e são eles que são os donos e os responsáveis pela tomada de decisões. Se alguma coisa não está feita, não está diferente, não foi mudada os “nossos” meninos e meninas  exploradores não têm a culpa. Combinado? 

Vá lá, vão ao Parque e sorriam aos “exploradores” porque eles merecem o seu sorriso, o seu obrigada e o Parque é fantástico.

Atenção ao tipo de calçado que levam porque o chão tem pó e pedrinhas pequenas.

Só vou mostrar algumas das dezenas de fotografias que tirei para ficarem com uma ideia e não estragar toda a surpresa.








 















 












 





 






Comentários

  1. Espetacular! tenho de lá ir com os miúdos! obrigada por toda a descrição. Adorei.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário